Criança sofre queimaduras químicas após fazer tatuagem de henna



Uma criança britânica sofreu graves queimaduras químicas no braço após fazer uma tatuagem de henna negra enquanto estava hospedada com a família em um hotel no Egito.


Madison Gulliver de sete anos estava passando férias na cidade turística de Hurghada, às margens do Mar Vermelho, quando seu pai permitiu que ela fizesse uma tatuagem temporária oferecida por um salão de beleza do hotel. Dias depois de retornar ao Reino Unido, o braço da menina começou a coçar e a formar bolhas no lugar onde a tatuagem havia sido feita.
Os médicos do Hospital Salisbury District, especializado em queimaduras, ficaram chocados ao descobrir o alto nível de PH nas bolhas, o que indicava uma queimadura química. Devido a espessura das bolhas, foi necessário cortá-las.


Devido a gravidade das queimaduras, a pequena Madison passará por um longo tratamento para suavização de cicatrizes, porém não será possível removê-la por completo, a criança ficará marcada para sempre.

Varela Notícias
Mídia Notícia. Tecnologia do Blogger.