Ticker

6/recent/ticker-posts

Banner

Confira dicas para planejar e montar um cardápio semanal de refeições


Comer de maneira saudável tem sido uma pauta em crescimento no Brasil. A procura por longevidade e qualidade de vida fez com que mais pessoas se debruçassem sobre o estilo de alimentação que levam. De acordo com uma pesquisa da Ticket, 64% dos entrevistados disseram se preocupar mais com a saúde, principalmente no que diz respeito aos alimentos que consomem. 

No entanto, a falta de tempo para inclusão de hábitos saudáveis na rotina ainda é um grande problema. No que tange ao consumo de alimentos, a rotina corrida atrapalha nas escolhas do que se deve comer. 

Por consequência, é normal recorrer às refeições prontas, comidas instantâneas ou congeladas. Embora seja um país tropical farto em alimentos e variedades, comer de forma saudável no Brasil ainda é muito caro. Segundo o relatório da FAO, o Brasil é um dos lugares mais caros do mundo para se manter uma dieta equilibrada.

Contudo, ainda é mais barato do que pedir delivery todos os dias. Com planejamento e organização é possível montar um bom cardápio semanal e preparar todas as refeições em casa, de maneira diversificada, saudável e econômica. Para isso, basta um pouco de disposição e um bom espaço no freezer e na geladeira.

Um cardápio que agrade a todos é de extrema importância

O primeiro passo para um bom cardápio semanal é entender quais as preferências de cada morador da casa. Desta forma, é possível chegar a consensos sobre os ingredientes que serão utilizados na composição dos pratos. Intolerâncias à parte, comer saudável implica em desenvolver um paladar menos seletivo. Por isso, uma dica é caprichar nos temperos para encontrar sabores agradáveis para todos.

Feito isso, o ideal é separar um dia específico para cozinhar todas as refeições da semana, como o domingo, por exemplo. Para isso, é fundamental calcular as porções, levando em consideração almoço, jantar e a quantidade de pessoas. Essa  também será a base para as compras, que também podem ser feitas no mesmo dia do preparo. 

Praticidade deve ser a lei no planejamento do cardápio semanal

É importante pensar em preparos que sejam rápidos. Utilizar temperos prontos, por exemplo, pode conferir ainda mais praticidade no preparo. Molhos prontos também podem ser congelados, assim como o feijão. No caso das sobras de refeições, dependendo dos ingredientes, não é ideal guardar para o dia seguinte. Nestes casos, para evitar o desperdício e ter praticidade, o ideal é reaproveitá-los no preparo de outras receitas. 

Também é interessante elaborar uma tabela com os dias da semana e completá-la com os pratos principais. Uma sugestão pode ser arroz e feijão como base por três vezes na semana - segunda, terça e quarta - e macarrão na quinta e na sexta. Legumes e verduras podem ser distribuídos por esses dias de forma alternada. Para complementar e ter uma refeição equilibrada, escolha a proteína que irá compor cada prato da semana.

Buscar receitas na internet é uma boa forma de não cair na mesmice

Para não cair na rotina, é interessante variar sempre. O macarrão, por exemplo, pode ser acompanhado de molho vermelho, branco ou servido a alho e óleo. Pode também ser espaguete, penne, parafuso, entre outros. Assim, sua forma de consumo e seu sabor não ficam repetitivos. Os legumes também são bastante versáteis nesse sentido: podem ser refogados, assados, feitos no vapor e até mesmo fritos.

O mesmo se dá com as receitas com carne. No caso,  é importante variar nos cortes — coxão mole, maminha, patinho, músculo — e na preparação, podendo ser cozida, de panela, refogada, etc. No mais, sentar e planejar o cardápio semanal é uma boa maneira de se alimentar melhor. Além disso, para manter a disposição do preparo das refeições, a dica é manter a cozinha sempre limpa e organizada, bem como os legumes e verduras limpos e picados previamente. Isso serve de grande incentivo para os dias nos quais a preguiça bater.

Postar um comentário

0 Comentários