Ticker

6/recent/ticker-posts

Banner

Resultados de teste de covid ganham ferramenta para garantir autenticidade

Com o avanço da imunização contra a covid-19 no mundo, diversos países abrem suas portas para a chegada de visitantes estrangeiros. A fim de facilitar, cada vez mais, a vida dos viajantes, os laboratórios têm desenvolvido novas ferramentas que garantem a autenticidade dos documentos que comprovam que o paciente não está com a doença. O Grupo Sabin, por exemplo, emite o laudo nas versões em português e em inglês, visando facilitar o processo de imigração. Agora, passou a liberar os resultados dos exames para covid-19 com um QR Code. O recurso permite que um oficial de imigração ou agente de companhia de viagens autentiquem a origem do documento no idioma que preferir.

 

Segundo o diretor técnico do Grupo Sabin, Rafael Jácomo, o QR Code é capaz de assegurar a legitimidade dos resultados. “Além de garantirmos a integridade do comprovante para as autoridades que verificarem o documento, também o disponibilizamos em inglês, caso o paciente precise da tradução para uma viagem internacional, por exemplo”, afirmou o diretor.

 

Para autorizar a entrada dos turistas, muitas nações estão solicitando a apresentação de resultados negativos de covid. Com a exigência, é necessário apresentar os laudos emitidos habitualmente até 72 horas antes do embarque. Os viajantes precisam ficar atentos ao prazo máximo de emissão estipulado por cada país. “O teste mais frequentemente recomendado pelas companhias aéreas e autoridades sanitárias de outros países é o RT-PCR. Ele é considerado padrão ouro para a detecção do coronavírus. A coleta consiste na inserção de um cotonete nas narinas para coleta da amostra e é capaz de diagnosticar a infecção ativa em fase aguda, mesmo sem a presença de sintomas”, explica Jácomo. A metodologia utilizada é eficaz para a detecção da infecção, independente da variante do vírus.

 

Além do RT-PCR para a covid, o Grupo Sabin possui outros tipos de testagens para o novo coronavírus. É possível realizar exames com prazos de liberação de resultados em até 2 horas, mas que também são de alta confiabilidade, como por exemplo, o PCR Express, e a sorologia de anticorpos para pessoas que já tiveram a doença, tiveram contato com casos positivos ou tiveram sintomas. “Para cada caso é recomendado um tipo de testagem. Antes de optar por algum tipo de análise, uma avaliação médica é imprescindível”, finaliza o especialista.

Postar um comentário

0 Comentários