Ticker

6/recent/ticker-posts

Banner

Exposição "Amazônia" de Cristina Jobim traz a arte e a preservação da Floresta e dos Corais da Amazônia em viagem sensorial e atrai a visita de ambientalistas, urbanistas e profissionais da arte

A artista plástica Cristina Jobim encontrou, em sua arte, uma forma de chamar a atenção para a conscientização e a importância da preservação da Floresta Amazônica, que tem 60% de sua extensão no Brasil, e em especial dos Corais da Amazônia, bioma único no mundo. Além dos benefícios da Floresta, a descoberta dos Corais em 2018, trouxe a realidade de uma biodiversidade muito rica e ainda desconhecida, mas que, no futuro, pode significar grandes avanços na medicina e na qualidade de vida das pessoas.
 
A Floresta e os Corais da Amazônia dão o tom da nova exposição de Cristina Jobim, “Amazônia”, dividida em salas compostas por obras de diversos tamanhos, em acrílico sobre tela, proporcionando aos visitantes uma  viagem sensorial, com sons, cheiros e uma explosão de cores e luzes, que saem das telas e ganham vida, encantando visualmente, provocando emoções diversas e a certeza de que proteger esse bioma é fundamental para o futuro.
 
Com curadoria de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, da Tartaglia Arte, “Amazônia” tem atraído a visita de ambientalistas, urbanistas e historiadores, e até das amigas Tayna Bertoldo da Silva, Quezia Cordeiro e Isabele Machado que se expressaram através de movimentos da biodança para ‘conversar’ com a natureza. Arte e natureza caminham juntas porque são encantadas e, em ‘Amazônia’, transportam o observador para dentro da floresta.
 
“Eu não conhecia as bailarinas porém adorei o que meu trabalho despertou nelas. A manifestação delas foi algo muito bonito”, explica Cristina Jobim.
 
O espaço expositivo  ‘Floresta Amazônica’  traz  telas de grandes e médios tamanhos e, no espaço expositivo ‘Corais da Amazônia’,  destaca-se um painel com 36 obras de pequenas dimensões, que podem ser vistas como um todo ou de forma unitária. O objetivo é mostrar que os corais possuem sua contribuição individual, mas também são fruto do bioma amazônico.
 
A obra de Cristina Jobim não mostra a influência de outros artistas, porque sua arte e técnica são frutos de pesquisas e experimentações próprias, resultado de sua inquietude em relação às cores e comportamento das mesmas em superfícies e densidades diferentes.
 
Em “Amazônia”, há uma forma de protesto, porque a Arte reflete a vida. “Penso que neste momento em que vivemos, todos temos que destacar a importância da Amazônia, trazendo sua riqueza para a luz, para a ótica crítica do espectador, resgatando o que a humanidade tem de mais precioso, que é a vida”, afirma Jobim.
 
ServiçoExposição: “AMAZÔNIA”Artista: CRISTINA JOBIMInstagram: @cristinajobim.artCuradoria: Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez – Tartaglia ArteInstagram: @reginanobreztartaglia @tartagliaarteLocal: Centro Cultural Correios RJ (Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, RJ)Abertura: 16 de dezembro de 2021 às 17hVisitação: 17 de dezembro de 2021 a 06 de fevereiro de 2022Dias e horários: terça a sábado, das 12h às 19hCensura LivreAcesso GratuitoAcessibilidade: SimAssessoria de Imprensa: Paula Ramagem @_paula_r_soaresRepresentação comercial: Tartaglia Arte (21) 96588-2653Concebido e organizado por Tartaglia Arte – www.tartagliaarte.orgApoio: Centro Cultural Correios – RJ /  Ministério das Comunicações – Governo FederalUso de máscaras e comprovante de vacinação são obrigatórios

Postar um comentário

0 Comentários