Adsense

Últimas

Conheça Zé Ibarra, músico convidado por Milton Nascimento para turnê Clube da Esquina

Foto: Raphael Pulga
Cantor carioca foi convidado por Milton para integrar o time da turnê. Show acontece em Salvador no dia 24/11, na Concha Acústica.

O show que Milton Nascimento apresenta no dia 24 deste mês (domingo) na Concha Acústica do Teatro Castro Alves vai contar com um convidado especial na banda. O músico carioca Zé Ibarra, vocalista da Dônica, integra o time da turnê que presta uma homenagem aos discos Clube da Esquina. Zé estava em estúdio preparando o segundo disco do grupo que é vocalista quando Paula Lavigne - que acompanhava a gravação e é mãe de Tom Veloso, também integrante da banda - deu a notícia de que ele foi convidado para se apresentar no último show da turnê Semente da Terra, de Milton, no final do ano passado. Daí nasceu o convite para participar da homenagem ao Clube da Esquina.


“Esse convite veio de uma forma muito inesperada pra mim. Antes mesmo de ser chamado para o show eu nunca imaginei que eu fosse tocar com o Milton alguma vez na vida”, revela Zé, que teve o primeiro contato com a obra do músico aos 12 anos, quando o pai lhe apresentou a música “Cais” - parte do repertório deste show.  Depois disso, Milton se tornou referência para o carioca e influência no seu trabalho, além de ser o padrinho da banda, com quem gravou em 2015 a música “Pintor”, do disco “Continuidade dos Parques” - “o começo de uma série de realizações de sonhos”, define Zé, carioca apaixonado pela música mineira.


A reação imediata após o convite foi medo, assume.  “Eles me chamaram primeiro só para cantar. Depois veio o convite para tocar violão, mas eu nunca tinha tocado violão em um show antes. Fiquei com medo, achei que pudesse ser uma tarefa um pouco complicada ter que tirar todas aquelas músicas do clube, aqueles acordes loucos, aquelas melodias loucas. Tocar e ao mesmo tempo segurar aquela barra de backing vocal do Milton e em alguns momentos solo” . O passo depois do medo foi se dedicar ao estudo da obra: “Resolvi estudar loucamente e o medo foi se transformando em prazer e vontade e vontade e vontade até que explodiu num sentimento de satisfação total e alegria pura em tocar ao lado dele, de dividir aquele palco maravilhoso, aquelas músicas maravilhosas, aqueles músicos maravilhosos” .


A experiência é para ele algo realmente marcante: “Pra mim tem sido uma maravilha, um sonho total, um prazer. Um refúgio até, no sentido espiritual e energético. Quando tá chegando o show e eu sei que vou viajar, encontrar a galera… Eu gosto muito de todas as pessoas que estão na turnê, então eu sei que vai me fazer muito bem, não só como artista, cantor, para a minha performance, mas ser humano também!” .



SOBRE O SHOW
“Eu nunca tinha pensando em fazer algo que juntasse os dois discos do Clube, mas agora me veio um sentimento de que era hora de fazer isso. E essa turnê Clube da Esquina com certeza vai ser um acontecimento muito mágico, mesmo, pra não dizer mais... Quero trazer uma ideia que possa unir as pessoas. E tenho certeza de que este será o meu projeto mais especial em todos estes anos” , revela Milton. A turnê já percorreu nove países e desembarca em Salvador no dia 24 de novembro, na Concha Acústica do TCA. O repertório presta uma homenagem ao quarto disco de carreira de do cantor, o duplo Clube da Esquina, que levou também o nome de Lô Borges na capa, se tornando um clássico da discografia nacional. Os ingressos já estão à venda no site do Ingresso Rápido, bilheteria do TCA e SACs dos shoppings Barra e Bela Vista.

Nenhum comentário