Família interrompe velório de jovem por acreditar na ressuscitação



O corpo de uma mulher precisou da intervenção da polícia para ser enterrado, após familiares interromperem o velório e retirarem o corpo do caixão, na esperança de que ela ressuscitasse. O caso aconteceu no estado do Alagoas.
Jéssica Lima, 23, passou mal no dia 23 de dezembro e foi socorrida para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Delmiro Gouveia (AL), mas não resistiu após sofreu diversas paradas cardíacas e morreu no hospital de Palmeira dos Índios, na madrugada da última quinta-feira (3).
O velório de Jéssica foi realizado na manhã deste sábado (5), em Delmiro Gouveia, na sala da casa em que ela morava, quando familiares tiraram o corpo do caixão e o colocaram em uma cama em um dos quartos do imóvel. Segundo a polícia, eles acreditaram que a jovem iria ressuscitar.
Foto: Acervo Pessoal

Junto a polícia, o boato de que um milagre iria acontecer começou a ser espalhado depois que familiares afirmaram ter visto o corpo de Jéssica se mexer no caixão. Além disso, uma tia da jovem, que é evangélica, teria feito um ritual com orações e pediu que a família aguardasse porque a jovem ressuscitaria às 7h de sábado.
O boato se espalhou pela cidade notícia “porque o corpo estava retornando a temperatura e não estava rígido”. Dezenas de pessoas se aglomeram na porta querendo ver o suposto milagre, e a polícia foi acionada.
Fonte: Folha de S. Paulo | Redação: Bahia Noticias

Nenhum comentário:

Mídia Notícia. Tecnologia do Blogger.