5 sintomas de que você tem excesso de gordura no fígado



A esteatose hepática, comumente conhecida como gordura no fígado, é uma doença cada vez mais comum e que já atinge 25% da população mundial. A doença está relacionada à obesidade, diabetes e maus hábitos de saúde.
Existem vários graus de gordura no fígado, de acordo com o médico e fisioterapeuta Juliano Pimentel, autor do livro “Viva Melhor Sem Glúten”. Quando não tratada, a esteatose pode evoluir para problemas ainda mais graves de saúde, como a cirrose, onde ocorre a falência total do órgão. Quando o fígado está com mais de 10% do seu peso em gordura, diz-se que o fígado está acumulando gordura, e sua cor muda de vermelho para amarelado. Este é um sintoma não visível, mas existem muitos outros que podem ser indicativos do problema:
– Cansaço excessivo, fadiga, e alterações do sono;
– Perda ou ganho de peso ou mudanças no apetite;
– Fraqueza nos músculos;
– Dor na parte superior ou central do abdômen;
– Náusea e vômitos;
– Confusão mental (mau julgamento ou dificuldade de concentração);
– Olhos amarelos e pele amarelada (icterícia);
– Manchas escuras na pele do pescoço e braços;
– Alterações da coagulação;
– Tremores;
– Inchaço nas partes do corpo inferiores;
– Fezes sem cor (brancas);
– Níveis elevados de enzimas hepáticas;
– Níveis elevados de insulina;
– Níveis elevados de triglicérides.
Para diagnosticar o problema, é necessário consultar um médico, para que ele possa fazer exames como ultrassom abdominal, TGO, TGP e biópsia.
Fonte: Noticiasaominuto
Mídia Notícia. Tecnologia do Blogger.